BEM VINDO AO SONHOS DE FADA
você acredita em fadas? eu acredito
"As fadas não são uma fantasia, mas sim uma conexão com a realidade" Brian Froud

fotos fadas







imagens de fadas




Visita das fadas


Visita das fadas
Hoje, convidei as fadas
para alegrar você

Ah! Fadas existem
Vivem a nos presentear

Nas manhãs,
Tocam os botões
Que perfumam os jardins

Fazem as ondas no mar dançar
E tingem o céu de anil

Nas tardes,
Conduzem os pássaros
Que voam rumo ao ninho

Nas noites...
Pincelam o céu de estrelas
pra ver a lua sorrindo

E voam ao seu redor
Cobrem de luz o seu cantinho

(Sirlei L. Passolongo)



Happy Halloween


"Chegou o Dia das Bruxas.
É Halloween!
O que você quer? Travessuras? Doces?
Ou doces travessuras?
Tudo o que eu quero, minha doce alma,
é que este dia nos seja mágico.
Que tudo o que existe de bom
transpareça e floresça,
para que hoje seja realmente
um dia encantado.
Que hoje, todos os bons pensamentos
se façam realidade, como se fossem
movidos por varinhas de condão."
Aproveite o Dia de hoje de pura Renovação
e Magia! Deixe este clima místico envolver
você propiciando um recomeçar de vida e,faça seus Pedidos"

"Nós sempre temos tendência,
de ver coisas que não existem,
e ficar cegos para as grandes lições
que estão diante de nossos Olhos"
Happy Halloween...


O dia do Hallowenn está chegando


O dia do Hallowenn está chegando.
No Brasil

A comemoração do Dia das Bruxas no Brasil é recente e foi introduzida
principalmente pela mídia e pelas escolas de idiomas.
Por ser um costume norte americano, a comemoração no Brasil é muito criticada,
pois muitos dizem que o Brasil é rico em personagens folclóricos e que estes,
não são valorizados.
Como esta festa está relacionada à morte, figuras assustadoras fazem parte da
decoração como: abóboras, conhecida também como Jack OLantern (Jack da Lanterna),
bruxas e fantasmas.


Que as bruxas tragam a você sorte e amor...

A Fada


A Fada
MaisFadaQueBruxa



fayre


fada


fadas



as fadas existem


as fadas existem



fadas




fotos de fadas







É Halloween!



É Halloween!
Salve as bruxas boazinhas!
Que venham as fadinhas, trazendo doces balinhas
pra nossa vida adoçar.!!!!
Eu sou uma bruxinha boa, que gosta de ter amigos.
Se escrevo, não é a toa, pois quem amizade me doa.
Recebe em dobro comigo!!





Halloween e sua origem


A palavra Halloween tem origem na Igreja católica.
Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro.
O feriado era Samhain, o Ano novo céltico.


Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo.

Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis.
Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano.

Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).

Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas.

fonte:aqui

Halloween



O Halloween é uma festa comemorativa celebrada todo ano no dia 31 de outubro, véspera do
dia de Todos os Santos.

Ela é realizada em grande parte dos países ocidentais, porém é nos Estados Unidos que ela é mais mais representativa , foi levada pelos imigrantes irlandeses, e chegou nos meados do século XIX.

Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria.

As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos
de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros.

As bruxas têm papel importantíssimo no Halloween.
Não é à toa que ela é conhecida como "Dia das Bruxas" em português.

O gato preto é constantemente associado às bruxas. Lendas dizem que bruxas podem transformar-se em gatos.

A brincadeira de "doces ou travessuras" é originária de um costume europeu do século IX,
chamado de "souling" (almejar).



Abóboras e velas




Abóboras e velas: Jack O'Lantern (Jack da Lanterna)



A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.
Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma.
Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.

Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda. O Diabo concorda.
Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz. Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.
Sem opção, o Diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.

O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco. O diabo promete partir por mais dez anos. Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.

Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre. Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada. Sem alternativa, vai para o inferno.
O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada. Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.

Os nabos na Irlanda eram usados como seu "lanternas do Jack" originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.

Então Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). na América passa a ser uma abóbora, iluminada com uma brasa.

Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro.
É Jack, procurando um lugar.
enganara Satã ao subir uma árvore. Jack então esculpiu uma imagem de uma cruz no tronco da árvore, prendendo o diabo para cima a árvore.
Jack fez um acordo com o diabo, se ele nunca mais o tentasse novamente, ele o deixaria árvore abaixo.
De acordo com o conto de povo, depois de Jack morrer, ele a entrada dele foi negada no Céu, por causa de seus modos de malvado, mas ele teve acesso também negado ao Inferno, porque ele enganou o diabo.
Ao invés, o diabo deu a ele uma brasa única para iluminar sua passagem para a escuridão frígida. A brasa era colocada dentro de um nabo para manter por mais tempo.

Os nabos na Irlanda eram usados como seu "lanternas do Jack" originalmente.
Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então o Jack O'Lantern (Jack da Lanterna), na América, era em uma abóbora, iluminada com uma brasa.


Bruxas

As bruxas têm papel importantíssimo no Halloween. Não é à toa que ela é conhecida como "Dia das Bruxas" em português.
Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano, durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro.

Chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma festa chefiada pelo próprio Diabo. Elas jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e causavam todo tipo de transtorno.
Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween.

Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!
A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores. Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e, mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.
O gato preto é constantemente associado às bruxas.

Lendas dizem que bruxas podem transformar-se em gatos. Algumas pessoas acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos.

Muitas superstições estão associadas aos gatos pretos. Uma das mais conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa.


Halloween pelo mundo

A festa de Halloween, na verdade, equivale ao Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados, como foi absorvido pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos, origem da festa. Os países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o Halloween. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.


Espanha


Como no Brasil, comemora-se o Dia de Todos os Santos em 1º de novembro e Finados no dia seguinte. As pessoas usam as datas para relembrar os mortos, decorando túmulos e lápides de pessoas que já faleceram.

Irlanda


A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).

México


No dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.
O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é bastante comemorado no México.

As pessoas oferecem aos mortos aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores. Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.
Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar.

Tailândia


Nesse país, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda.

Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens. A festividade acontece no primeiro dia das festas budistas.


fonte:aqui

Google+ Followers

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO